Dia Internacional da Cerveja: conheça os diferentes tipos da bebida

Cerveja

Desde o “boom” das cervejas artesanais e importadas em Pernambuco, em 2013, houve uma mudança no hábito do consumidor dessa bebida no estado. Começando pela procura mais intensa pelo tipo puro malte, as pessoas foram deixando de tomar apenas as mais tradicionais e começaram a valorizar, cada vez mais, outros sabores, tons, colorações e aromas. Sendo comemorado sempre na primeira sexta-feira de agosto, o Dia Internacional da Cerveja neste ano deverá ser atrativo para aumento da pedida pela bebida. Algumas dicas são fundamentais para quem quer conhecer um pouco mais de cerveja e harmonização na hora de escolher a ideal para celebrar a data.

Geralmente a cerveja é composta por quatro elementos: a água; o malte (que algumas vezes é substituído pelo trigo ou pelo milho), que é a cevada germinada e seca e gera enzimas para a fermentação do açúcar; as leveduras, que são micro-organismos se alimentam do açúcar proveniente da quebra do amido, culminando na formação de álcool e gás carbônico e também conferem sabor e aroma; e o lúpulo, que é o botão de uma flor que funciona como conservante da cerveja. O lúpulo também atua no nível do amargor de cada tipo e nos aromas florais e de ervas. Apesar dos quatro elementos da combinação, as cervejas são divididas em duas grandes famílias, as lager e as ale, mas há variados tipos.

Alguns lugares concentram grande variedade de cerveja para compra e consumo na cidade do Recife. O supermercado Perini, no Shopping RioMar, tem a cerveja como um dos seus braços fortes. “Fazemos questão de acumular um sortimento de cervejas em nossa loja, oferecendo aos nossos clientes desde as mais tradicionais e de marcas mais conhecidas pelo público até cervejas importadas e as artesanais. Sempre temos em nosso catálogo de bebidas, cervejas leves e refrescantes, mas também outras de tons diversos, aromas, sabores, amargores”, afirma Aline Oliveira, gerente de marketing da Perini.

Conheça alguns dos principais tipos de cerveja:

Lager

São as cervejas de baixa fermentação. Elas são feitas com um levedo que age sob baixas temperaturas e na parte inferior do tanque de fermentação. Em geral, têm sabores e cheiros que lembram malte (cereais, pão tostado) e lúpulo (amargor, aromas florais). A maior parte dos estilos alemães e checos se encaixa nessa família.

Pilsen ou American Lager

O carro-chefe das cervejas lager foi inventado em 1842 na cidade checa de Pilsen. Antes dele, nenhuma cerveja era transparente, tão clara, refrescante e leve no paladar. Essas características, aliadas à invenção da geladeira, permitiram que a bebida conquistasse o mundo. Possui sabores e aromas mais neutros e representa 98% do mercado brasileiro.

Bock

Produzida na Alemanha, ela é avermelhada, bastante maltada, forte e encorpada, com teor alcoólico alto. Cai muito bem no inverno, porque aquece o corpo. Diz a lenda que os alemães brincavam que essa cerveja era tão forte quanto um coice de bode (bock).

Ale

O levedo com que é produzida age em temperaturas mais elevadas e na superfície do líquido – por isso, elas também são chamadas cervejas de alta fermentação. Esse processo químico cria bebidas com aroma de frutas e especiarias, bem mais perfumadas que a lager. São ale os estilos típicos da Bélgica e da Inglaterra, além das cervejas de trigo feitas na Alemanha.

Weizenbier

Cerveja branca em alemão, tem pelo menos 50% de malte de trigo A característica do estilo são os aromas de banana e de cravo, apesar de a bebida não conter uma coisa nem outra. Por não ser filtrada, sua coloração é turva. Possui amargor suave.

India Pale Ale (IPA)

A IPA é uma cerveja carregada no álcool e no amargor. Isso porque o estilo foi inventado para atender às necessidades dos colonos ingleses da Índia, que precisavam de muito lúpulo e malte para aguentar a viagem de navio.

Stout

Típica da Inglaterra e da Irlanda, é preta como asfalto. Existem opções doces, secas e até feitas com aveia. As mais alcoólicas recebem a classificação imperial stout. Grossa e encorpada, levou a fama de ser um fortificante para trabalhadores braçais e lactantes.

Strong Ale

Estilo genérico que define todas as ales belgas mais fortes. A cor varia muito. As mais claras, chamadas de strong golden ale, têm aromas complexos de frutas e especiarias.

Dubbel

As cervejas desse estilo belga são um parque de diversões para os sentidos. O sabor do malte lembra chocolate e caramelo. Dá também para perceber aromas de ameixa seca, cereja e banana.

Sobre Iúri Moreira 65 Artigos
Jornalista, músico, fotógrafo, marido de Isabela, pai de Arthur, fã dos Beatles e do Iron Maiden. Geek e cinéfilo, também é viciado em seriados e games. Nas horas vagas, pode ser encontrado gravando no homestudio, mexendo na moto, cozinhando ou desmontando algum equipamento eletrônico.